Notícias » Primeira Guerra

Granada da Primeira Guerra é confundida com batata e enviada à fábrica em Hong Kong

A bomba de guerra foi colhida junto com batatas e precisou ser destruída pela polícia de Hong Kong

Alana Sousa Publicado em 04/02/2019, às 14h00 - Atualizado às 14h48

A granada da Primeira Guerra confundida com uma batata
Hong Kong Police Force

Muitas relíquias de guerras são encontradas com o passar nos anos em lugares inusitados, dessa vez uma granada de mão da Primeira Guerra foi colhida junto com batatas na França e enviada para uma fábrica de batatas fritas em Hong Kong, na China.

A bomba foi encontrada por uma máquina na fábrica chinesa no último sábado (2), e como sua condição era instável, teve que ser rapidamente desativada pela polícia de Hong Kong. Autoridades acreditam que a bomba passou despercebida na colheita de batatas, pois o sistema não utiliza detectores de imã durante a coleta.

A bomba, de fabricação alemã, era do tamanho de uma batata, porém era cerca de cinco vezes mais pesada. Kwong Chi-man, historiador e professor de história da Universidade Batista de Hong Kong disse em entrevista ao The New York Times: “Muitas granadas de mão são deixadas para trás durante os bombardeios, quando uma trincheira inteira é enterrada”.

Mesmo com o passar dos anos essas relíquias de guerra, muitas vezes encontradas por pessoas comuns, podem apresentar uma ameaça, afirma Franco David Macri, pesquisador do departamento de história da Universidade de Hong Kong.


Com informações de HuffPost e The New York Times