Notícias » Arqueologia

Gravura de 12 mil anos que representa animais é encontrada na França

Escavações na cidade de Bordeaux revelaram o desenho do período Paleolítico

Alana Sousa Publicado em 12/06/2019, às 11h00

None
- Reprodução

Uma gravura de doze mil anos que mostra um cavalo e outros animais sem cabeça foi descoberta por arqueólogos, na França. Escavações perto da estação de trem ao norte da cidade de Bordeaux revelaram o desenho gravado em rocha, que mede 10 centímetros de altura e cerca de 18 centímetros de largura.

“As quatro patas e os três cascos do cavalo são muito realistas”, declarou o Instituto Nacional de Pesquisa Arqueológica (Inrap). Os animais estão sem a parte superior do corpo devido à rachadura encontrada no arenito.

As decorações geométricas ao redor dos animais são um sinal revelador para os arqueólogos, que afirmam se tratar de um desenho de caçadores azilianos, que faziam uso de ferramentas num período que prosperou durante o final do Paleolítico e início do Mesolítico.

Gravura e ilustrações dos animais / Crédito: Reprodução

 

Além do cavalo sem cabeça, é possível observar outras duas gravuras de animais menores, que se acredita representarem um veado e o contorno de um auroque, uma espécie extinta de gado selvagem.

Segundo os pesquisadores, o local da descoberta foi previamente utilizado por povos do Paleolítico para preparação e ingestão de carne.