Notícias » Inglaterra

Novas acusações de abuso sexual contra o príncipe Andrew escandalizam a corte

Virginia Giuffre concedeu sua primeira entrevista e relatou o assédio sofrido pelo filho de Elizabeth II

Alana Sousa Publicado em 03/12/2019, às 14h06

Príncipe Andrew, em cerimônia em 2016
Príncipe Andrew, em cerimônia em 2016 - Getty Images

Em agosto deste ano, a família real britânica enfrentou um de seus maiores escândalos. O terceiro filho da rainha Elizabeth II foi acusado de estar envolvido em um caso de abuso sexual. A jovem Virginia Giuffre acusou o bilionário Jeffrey Epstein, juntamente com o príncipe Andrew de terem abusado sexualmente dela, quando ainda era menor de idade. Agora, Virginia concedeu sua primeira entrevista e apresentou novas acusações.

Giuffre afirmou que dormiu com o Duque de York três vezes – o que é negado pelo nobre. Andrew declarou que nunca soube dos crimes sexuais de seu amigo Epstein, que cometeu suícidio enquanto cumpria sua pena em 10 de agosto.

Virginia Giuffre segura uma foto de si mesma aos 16 anos / Crédito: Getty Images

 

Em entrevista concedida a um programa da rede britânica BBC, a jovem descreveu como a namorada de Epstein, Ghislaine Maxwell, disse a ela o que deveria ser feito com o duque de York. O abuso teria ocorrido em 2001, quando ela tinha 17 anos.

Virginia foi levada a uma balada em Londres, e comentou sobre o que aconteceu no caminho de volta para onde estava hospedada: “No carro, Ghislaine me falou que eu teria que fazer para Andrew o que eu fazia para Jeffrey e aquilo me deixou doente”. Na casa de Maxwell, no centro da cidade, a americana contou que fez sexo com Andrew.

O príncipe nega todas as acusações. Em declaração oficial, o Palácio de Buckingham disse que “quer alguma forma de encerramento para o caso”. Ainda no comunicado Andrew nega que um contato sexual com Virginia tenha ocorrido e, que “qualquer alegação em contrário é falsa e sem fundamento”. No mês passado, o filho de Elizabeth II foi afastado de todas suas funções reais.