Notícias » Paleontologia

Espécie de dinossauro predatório é descoberta por paleontólogos em Portugal

Os pesquisadores relatam que o animal viveu entre 153 e 145 milhões de anos, no período jurássico, e tinha cerca de 3,5 metros de comprimento

Wallacy Ferrari Publicado em 29/07/2020, às 12h08

Relação de ossos encontrados com mapeamento do esqueleto
Relação de ossos encontrados com mapeamento do esqueleto - Malafaia et al, doi: 10.1080/02724634.2020.1768106

Uma equipe de paleontólogos das Universidade de Lisboa e da Universidade Nacional de Educação a Distância, ambas em Portugal, descobriram uma nova espécie de dinossauro, datada entre 153 e 145 milhões de anos atrás, no período jurássico. A pesquisa, publicada este mês no Journal of Vertebrate Paleontology, revela características predatórias do animal.

Pertencente ao Carcharodontosauria — família de dinossauros terópodes carnívoros dos períodos Jurássico e Cretáceo — o animal foi cientificamente nomeado Lusovenator santos, identificado a partir de dois espécimes encontrados na Bacia Lusitana de Portugal; um localizado na Praia de Cambelas, em Torres Vedras; e outro, 8 milhões de anos mais velho, na Praia de Valmitão, em Lourinhã.

Retrato reproduz a nova espécie encontrada / Crédito: Carlos de Miguel Chaves

 

Acredita-se que o animal era um bípede, com dois membros posteriores longos e robustos, e tinha aproximadamente 3,5 metros de comprimento, além de aproximadamente 1 metro de altura, sendo considerado um animal relativamente baixo. De acordo com a líder da pesquisa, Dra. Elisabete Malafaia, o animal é um “alosauroide carcharodontossauriano inicial”.

Elisabete ainda acrescentou na pesquisa que o animal representa um pedaço importante da história portuguesa, visto que joga luz sobre a espécie no continente: “Ele representa o membro mais antigo de Carcharodontosauria definido no Jurássico Superior do antigo supercontinente Laurasia e amplia o registro desse grupo, que já estava representado no Cretáceo Inferior da Europa".