Notícias » Pré-História

Nova pesquisa sugere que neandertais teriam causado a própria extinção

Pesquisadores holandeses afirmaram que o homem moderno não foi o responsável pelo fim da espécie

Daniela Bazi Publicado em 28/11/2019, às 15h37

Ilustração de homens neandertais em aproximadamente 30.000 a.C.
Ilustração de homens neandertais em aproximadamente 30.000 a.C. - Getty Images

Há 40.000 anos, os neandertais eram extintos do planeta Terra. Segundo a teoria mais aceita, isso teria acontecido graças à migração do Homo sapiens, o homem moderno, a região que eles ocupavam na Europa.

Entretanto, uma nova teoria levantada por pesquisadores holandeses da Universidade Tecnológica de Eindhoven, sugere que eles podem ter sido os próprios responsáveis pelo fim da espécie. A equipe de arqueólogos utilizou registros de DNA, encontrados em escavações, e fizeram uma simulação da população neandertal para poder chegar a resposta.  

Reprodução de uma família neandertal em sua casa, datado de aproximadamente 50.000 a.C. / Créditos: Getty Images

 

O teste foi feito baseando-se na procriação entre membros da mesma família, que era comum dentro das comunidades, e no chamado efeito Allee, onde diz que uma população pequena pode encontrar problemas na reprodução da espécie, principalmente pela dificuldade de localizar um parceiro sexual adequado, como diz Krist Vaesen, líder do grupo de pesquisa.

"Nós criamos modelos para os últimos 10.000 anos da espécie, observando se eles seriam extintos ou não [sem a interferência do Homo sabiens]. Descobrimos que estes três fatores foram mais do que o bastante para acabar com os Neandertais”, disse Vaesen.  

A conclusão dos pesquisadores é que realmente a procriação de membros da mesma família e os problemas de reprodução nas pequenas populações, juntamente com as mudanças das comunidades foram as principais causadoras para a extinção dos neandertais.