Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Netflix

Mais lidas: Nova série documental da Netflix investiga crimes em série que chocaram a Índia

'Assassinos Indianos: o Estripador de Déli', é a nova produção documental que estreia na Netflix em julho

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 28/06/2022, às 16h21 - Atualizado em 03/07/2022, às 00h00

Imagem promocional de 'Assassinos Indianos: o Estripador de Déli' - Divulgação/Netflix
Imagem promocional de 'Assassinos Indianos: o Estripador de Déli' - Divulgação/Netflix

A Netflix, serviço de streaming estadunidense, é também uma plataforma que oferece grande auxílio e espaço para produção e divulgação de obras audiovisuais de diversos países. Visto isso, recentemente a empresa anunciou a estreia de uma nova série documental indiana, que lançará no serviço de streaming neste mês de julho.

'Assassinos Indianos: o Estripador de Déli' é uma nova produção da Netflix, em formato documental, e apresentará uma série de assassinatos ocorridos em Déli, capital indiana, nos quais o assassino deixava os corpos mutilados na porta de uma prisão, junto a cartas desafiando a polícia a capturá-lo. Nela, também serão ouvidos alguns envolvidos na resolução do caso.

O documentário é dirigido por Ayesha Soode terá sua estreia no dia 20 de julho, na Netflix. Confira a sinopse e trailer da série:

A polícia precisa capturar um assassino experiente que deixa corpos mutilados junto com cartas cheias de insultos bem na porta de uma prisão de Déli."

Produções indianas

Ayesha Sood, diretora de 'Assassinos Indianos: o Estripador de Déli', também contou em entrevista que "o espaço de não-ficção na Índia está em constante evolução":

Estou muito feliz por fazer parte disso para criar uma história fascinante. Como cineasta, estou ansiosa para aprender algo com cada projeto que desenvolvo, e entender essa história e a investigação que se seguiu me levou a descobrir muito sobre a psicologia humana e o sistema de justiça também. Estou ansiosa para apresentar através desta série documental na Netflix, um caso que deveria ter abalado o país, mas foi perdido."