Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Bizarro

Nova Zelândia coloca músicas 'insuportáveis' para afastar antivacinas

Com um potente alto-falante, canções atormentaram protesto em frente ao parlamento

Wallacy Ferrari Publicado em 14/02/2022, às 10h15

Protesto na Nova Zelândia com músicas irritantes - Divulgação / Al Jazeera
Protesto na Nova Zelândia com músicas irritantes - Divulgação / Al Jazeera

O Parlamento da Nova Zelândia teve uma ideia curiosa para tentar dispersar os manifestantes antivacinas que protestavam contra o passaporte vacinal em frente ao edifício do governo.

Ao invés de usarem suas forças militares com gases e jatos d'água, o presidente do Parlamento, Trevor Mallard, ordenou que hits irritantes do passado fossem reproduzidos à esmo nos alto-falantes no centro da capital.

Canções grudentas como 'Baby Shark' e 'Let It Go' foram repetidas diversas vezes junto de sucessos de décadas passadas, como as músicas 'You're Beautiful', de James Blunt, e a dançante 'Macarena', da dupla espanhola Los Rel Río

A tentativa buscava desencorajar os manifestantes a permanecerem no local e deslegitimar a pauta defendida pelos protestantes, de maneira que o protesto se tornasse uma chacota e, consequentemente, um fracasso. 

Parte dos manifestantes usou a playlist indesejada como trilha sonora para mostrar resistência no protesto, chegando a cantar em coro algumas das canções e reproduzirem a coregrafia do hit infantil 'Baby Shark', simulando as presas de um tubarão com os braços. 

Porém, de acordo com o portal G1, parte dos participantes tentou abafar o som com buzinas de um caminhão e usar um sistema menos para reproduzir a canção 'We're Not Gonna Take It', da banda glam Twisted Sister, cujo título é traduzido como "Nós não vamos aguentar isso".

Confira abaixo alguns trechos do protesto com canções: