Notícias » Arqueologia

Novas evidências de pinturas maias são encontradas na Guatemala

Para os arqueólogos, os murais ajudam a entender um pouco mais sobre a antiga civilização

Penélope Coelho Publicado em 09/06/2020, às 10h09

Gravura maia
Gravura maia - Divulgação

Pesquisadores encontraram pinturas maias antigas, em Chajul, no oeste da Guatemala. Essa nova descoberta impressionante contém imagens de gravuras realizadas provavelmente no período colonial, entre 1520 e 1820 d.C.

Para os estudiosos, essas pinturas colocam em evidência a cultura conhecida como ixil maia — que deixou um legado importante na Guatemala, sendo uma das 21 línguas maias faladas no país da América Central.

Pintura maia representando a dança  / Crédito: Divulgação 

 

As antigas artes encontradas representam dançarinos e músicos. Em entrevista ao site Ancient Origins, o pesquisador Jaroslaw Źrałka afirmou que a dança desempenhou um papel importante para os maias, desde e era pré-colombiana.

Segundo os arqueólogos essas descobertas realizadas em Chajul — local que foi um importante centro maia—, ajudam a entender como esses povos reagiram ao colonialismo espanhol e como tentaram manter sua cultura firme nesse período.

Atualmente, o intuito dos pesquisadores é continuar explorando a região de Chajul, para que consigam encontrar outros murais e pinturas maias que ajudem a entender melhor a história daquela região e do povo que habitou aquele local.