Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Kevin Spacey

Novo documentário com acusações inéditas contra Kevin Spacey estreia em streaming

Apesar de ter sido absolvido de nove acusações em 2023, novo documentário exibe relatos nunca divulgados anteriormente; saiba mais!

O ator Kevin Spacey - Getty Imagens
O ator Kevin Spacey - Getty Imagens

A partir desta segunda-feira, 13, a plataforma Max disponibiliza o documentário "Kevin Spacey: A História Não Contada". Através de um relato "forense", a produção mergulha na trajetória do renomado ator, desde sua ascensão à fama até as denúncias que o afastaram de Hollywood e da série "House of Cards", da Netflix, em 2017.

“Com relatos exclusivos, vários homens compartilham suas histórias publicamente pela primeira vez”, escreveu a Max na divulgação da produção.

Os indivíduos apresentados no documentário não tinham participação no processo judicial realizado em Londres, que absolveuKevin Spacey de nove acusações em julho de 2023, segundo a CNN Brasil.

Antes de ser disponibilizado em plataformas de streaming, o documentário foi transmitido em um canal de televisão do Reino Unido, e Spacey abordou o assunto em suas redes sociais:

“Durante a última semana, solicitei repetidamente que Channel 4 me concedesse mais de 7 dias para responder às alegações feitas contra mim há 48 anos e me fornecesse detalhes suficientes para investigar estas questões”, afirmou o ator.

Oportunidade de resposta

“O Channel 4 recusou com base no fato de considerar que pedir uma resposta no prazo de 7 dias a alegações novas, anônimas e não específicas é uma ‘oportunidade’ para eu refutar quaisquer alegações feitas contra mim”, continuou.

Não vou ficar sentado e ser atacado por um ‘documentário’ unilateral de uma rede moribunda sobre mim, em sua tentativa desesperada de obter audiência. Existe um canal adequado para lidar com as acusações contra mim e não é no Channel 4. Cada vez que me foi dado tempo e um fórum adequado para me defender, as alegações falharam no escrutínio e fui exonerado", acrescentou.