Notícias » Pré-História

Novo estudo responde antiga dúvida sobre círculos de pedra da pré-História

Há muito tempo conhecidos, esses monumentos do neolítico possuem evidências em seus centros que podem explicar sua estranha montagem

André Nogueira Publicado em 18/03/2020, às 10h50

Pedras de Callanish
Pedras de Callanish - Wikimedia Commons

Um novo estudo de monumentos circulares líticos nas Hébridas Exteriores, Escócia, pode ter desvendado um antigo mistério: por que essas construções foram feitas milhares de anos atrás? Pesquisadores das Universidades de St. Andrews e Bradford indicam um vínculo potencial entre os círculos e as forças da natureza.

O estudo focou no sítio pré-histórico de Tursachan Calanais, monumento principal da região, escavando as áreas periféricas do local e revelando evidências contemporâneas enterradas em turfa. Próximo a um monólito erguido nas redondezas, foi descoberto uma anomalia magnética causada por irradiações no que seria o centro de um círculo hoje desfeito.

“Tais evidências claras de relâmpagos são extremamente raras no Reino Unido e é improvável que a associação com esse círculo de pedras seja coincidência”, afirmou Richard Bates, líder do projeto da Universidade de St. Andrews, em um artigo de divulgação.

Mapeamento da disposição das pedras / Crédito: Wikimedia Commons

 

“Se os raios no Sítio XI se concentraram em uma árvore ou rocha que não está mais lá ou o próprio monumento atraiu ataques, é incerto. No entanto, essa evidência notável sugere que as forças da natureza poderiam estar intimamente ligadas à vida cotidiana e às crenças das comunidades agrícolas primitivas da ilha”.

Além das prospecções, o projeto conjunto se dedicou à criação de modelos 3D que reconstituíram a disposição das pedras originalmente, para que o local seja acessível a entusiastas. “Todos poderão visitar este sitio remoto e ter uma noção real de como era logo após a construção”, relatou Bates. Novas missões no local estão sendo programadas para mais revelações importantes.