Notícias » África

Novos ataques terroristas matam 20 pessoas na fronteira do Níger

País africanos é um dos mais preocupantes na visão da ONU, que localiza lá importantes entrepostos do ISIS e da Al Qaeda

André Nogueira Publicado em 11/05/2020, às 08h00 - Atualizado às 08h12

Motociclistas na fronteira de Burkina Fasso
Motociclistas na fronteira de Burkina Fasso - Divulgação

Novos ataques na África Ocidental deixaram ao menos 20 mortos após pistoleiros não identificados atacarem vilas no oeste do Níger. Segundo o governador da região, Ibrahim Katchella, chacina foi realizada por agressores em motos, que saquearam lojas e seguiram para o norte.

Ataque ocorreu numa região de fronteira do país com Mali e Burkina Fasso, onde grupos fundamentalistas como o Estado Islâmico e a Al Qaeda se fortalecem. Forças da ONU e nacionais operam no local visando maior segurança, mas as violências continuam a acontecer. Novas restrições a motocicletas foram implementadas.

O centro do ataque foi a pequena aldeia rural de Anzourou. Segundo o governador, os operadores da fronteira estão “fornecendo combustível e cereais aos terroristas”, o que exigiu um decreto que declara Estado de Emergência na região de Tillabéri.

"Grupos terroristas estão aproveitando a pandemia do COVID-19 para intensificar seus ataques e desafiar a autoridade do estado em toda a sub-região", afirmou o Secretário-Geral da ONU Antonio Guterres em pronunciamento. Para ele, o local no Níger é um dos mais preocupantes.