Notícias » Bizarro

Novos fungos transformam moscas em 'zumbis', aponta estudo

Revelados por pesquisadores da Universidade de Copenhagen, os parasitas agem de uma forma inédita para seu gênero

Pamela Malva Publicado em 04/01/2021, às 10h00

Imagem meramente ilustrativa de mosca
Imagem meramente ilustrativa de mosca - Divulgação/Pixabay

Bastante explorado pela cultura pop, o conceito dos zumbis é amplamente conhecido mundo afora. Agora, segundo uma pesquisa da Universidade de Copenhagen, um novo agente microscópico pode tornar a antiga narrativa em realidade, mas em moscas.

Desenvolvida por estudiosos dinamarqueses, a recente pesquisa revelou os fungos Strongwellsea tigrinae e Strongwellsea acerosa, que, em resumo, transformam moscas em zumbis. Todos os resultados foram publicados no Journal of Invertebrate Pathology.

Em séries e filmes, zumbis são seres inconscientes que, mesmo mortos, continuam vagando pela terra em busca de comida. Segundo os autores do estudo, é mais ou menos isso que acontece com as moscas, depois que elas são infectadas pelo fungo.

Imagem dos fungos estudados pelos pesquisadores / Crédito: Divulgação/Universidade de Copenhagen

 

De maneira geral, a nova espécie de invasores faz com que as moscas vivam por dias, diferente do processo comum aos fungos. Dessa forma, mesmo “dopadas” por uma substância injetada pelos agentes parasitas, as hospedeiras continuam realizando atividades normais, enquanto seus tecidos são consumidos pelo fungo.

"Suspeitamos que esses fungos produzam substâncias semelhantes às anfetaminas que mantêm os níveis de energia de uma mosca elevados até o fim", explicou Jørgen Eilenberg, principal autor do estudo. Assim, acredita-se que, após a infecção, as moscas só morrem quando não existe mais nada que os fungos possam consumir.