Notícias » Brasil

Número de nascimentos no país em 2020 é o menor desde 1994

A diminuição acentuada é atribuída a crise causada pela pandemia de covid-19

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/08/2021, às 09h45

Imagem ilustrativa de bebê recém-nascido
Imagem ilustrativa de bebê recém-nascido - Imagem de Sanjasy por Pixabay

Em atualização de dados, o Sistema de Informações de Nascidos Vivos (Sinasc), mantido pelo Ministério da Saúde, revelou que o ano de 2020 registrou o menor número de nascimentos desde 1994, totalizando 2.687.651 recém-nascidos apenas no ano passado, como informou a CNN Brasil.

A queda em relação a 2019, ano anterior, foi de 161.495 registros, representando 5,66% a menos durante a crise sanitária causada pelo novo coronavírus.

O dado já era esperado conforme os anos anteriores, mas acentuou em decorrência da pandemia de covid-19, sendo o maior decréscimo na década.

A diminuição é ainda menor do que a registrada durante o surto do zika vírus, relacionado a casos de microcefalia em gestações, que acometeu o país em 2015 e 2016 — mas teve queda máxima de 5,3%. O último número menor do que o de 2020, em 1994, registrou o nascimento de 2.571.571 bebês.

A análise mensal possibilita a relação temporal das quedas porcentuais; os menores números foram registrados em novembro e dezembro, justamente nove e dez meses (período de gestação) depois de o coronavírus ser confirmado no Brasil. Nesses meses, a queda foi de 9%, quase o dobro da média do ano.