Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Tom Cruise

O curioso valor faturado por Tom Cruise com ‘Top Gun: Maverick’

Ator somente aceitou fazer o filme sob condição peculiar de contrato

Redação Publicado em 07/07/2022, às 14h45

Tom Cruise em “Top Gun: Maverick” (2022) - Divulgação/Paramount Pictures
Tom Cruise em “Top Gun: Maverick” (2022) - Divulgação/Paramount Pictures

Com o sucesso do recém-lançado “Top Gun: Maverick” (2022), que estreou 36 anos depois do clássico de 1986, Tom Cruiseestá recebendo uma fortuna para reviver seu papel de Pete "Maverick" Mitchell.

Isso porque muitos dos atores que fizeram o primeiro filme não queriam retornar para gravar uma continuação, de forma que o estúdio teve que convencer o elenco a gravar a sequência, o que lhes deu vantagens nos termos de contrato.

Segundo o site Unilad, Cruise, por exemplo, somente aceitou tornar “Top Gun” uma franquia de filmes, voltando para um segundo filme, sob a condição de que receberia US$ 12,5 milhões de salário antes mesmo de gravar o longa-metragem.

Além disso, o ator também impôs no contrato que deveria ficar com 10% da bilheteria total, em um aumento gradual a partir de novos recordes estabelecidos pelo filme — o que, inclusive, já aconteceu.

“Top Gun: Maverick” já ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão em vendas de ingressos, se tornando a melhor bilheteria da carreira de Tom Cruise, maior até mesmo do que “Missão: Impossível - Efeito Fallout” (2018), que arrecadou US$ 791 milhões naquele ano.

Convencendo Tom Cruise

O diretor Joseph Kosinski foi uma peça fundamental para convencer Cruise a voltar para gravar a sequência do filme, visto que o ator já havia afirmado que não retornaria ao papel. 

Em entrevista à Polygon, o cineasta contou como envolveu o artista na trama a partir do conflito sobre a "diferença entre ser um aviador que entra e arrisca sua própria vida, e alguém que está em uma posição mais alta que tem que enviar outros para arriscar suas vidas"

"Conversei com alguns almirantes que falaram sobre essa diferença. É um tipo diferente de pressão, é quase mais difícil enviar os outros em vez de ir você mesmo. E para mim, parecia que isso alavancou a emoção do filme passado e os relacionamentos que todos nós amamos, mas levou a uma nova direção. Então foi aí que eu comecei", contou. 

Ele acrescentou: “Eu acho que foi honestamente o elemento que realmente pegou Tom, porque deu a ele uma razão emocional para retornar a esse personagem. A segunda coisa foi, o que Maverick está fazendo? Você sabe, onde podemos encontrá-lo? E essa é a minha própria paixão... Então a ideia de encontrá-lo como piloto de testes no limite do que é possível me pareceu a maneira perfeita de encontrá-lo, e Tom adorou isso.”