Notícias » Rússia x Ucrânia

'O povo vai resistir': ucraniana envia mensagem para o mundo

Olga Tarnovska ressaltou o objetivo russo de matar o presidente da Ucrânia e honrou a resistência dos ucranianos

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 25/02/2022, às 14h30

Ucranianos fugindo da invasão militar russa que ataca o país (2022)
Ucranianos fugindo da invasão militar russa que ataca o país (2022) - Getty Images

Em meio a um momento de tensão em que até a TV ucraniana ensina o povo a defender-se da invasão russa, a professora e consultora de meios de comunicação, Olga Tarnovska, destacou o poder de resistência do povo da Ucrânia. A ucraniana revelou uma tensão constante na capital de Kiev, mas, confia em seus compatriotas.

Tarnovska sentou, nessa sexta-feira, 25, para conversar com a plataforma de notícias brasileira G1 e deu sua opinião, como ucraniana vivendo na capital do país, sobre a situação dos habitantes durante a invasão militar russa — que foi colocada em ação na madrugada da última quinta-feira, 24. 

Em seu relato ao portal, a professora salientou o sentimento de tensão que domina as ruas da capital do país, desde o ataque da Rússia. De acordo com informações do secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, as tropas estão a cerca de 32 quilômetros de distância da capital ucraniana.

"É uma situação muito tensa porque tem muitas forças concentradas em uma área. As tropas russas estão tentando entrar na cidade, mas eles não vão passar. Estamos aqui totalmente seguros do nosso exército, do nosso povo. Estamos resistindo, as pessoas estão se alistando no exército municipal, local", narrou.

Porém, dando esse destaque para o poder de resistência dos ucranianos, Olga Tarnovska também mandou um comunicado para o resto do globo, que em sua maioria tem expressado preocupação pelo povo da Ucrânia.

"Mesmo se nosso presidente for abatido, não nos preocupa tanto. O povo vai resistir. É a nossa mensagem para o mundo", afirmou.