Notícias » Rio Grande do Sul

O que é bioluminescência, fenômeno registrado em águas gaúchas?

Recentemente, o mar da praia de Capão da Canoa apresentou cores fluorescentes e gerou dúvidas; entenda

Penélope Coelho Publicado em 20/01/2022, às 13h32

Fenômeno da bioluminescência, no Rio Grande do Sul
Fenômeno da bioluminescência, no Rio Grande do Sul - Divulgação/Sérgio Ordobás

Na noite da última terça-feira, 18, moradores da região gaúcha de Capão da Canoa, no Litoral Norte do estado do Rio Grande do Sul, presenciaram cenas que chamaram a atenção nas redes sociais.

Na ocasião, o fotógrafo Sérgio Ordobás, registrou imagens do mar em cores fluorescentes, capturando pela primeira vez em sua carreira um fenômeno pouco conhecido: a bioluminescência.

De acordo com informações publicadas nesta quinta-feira, 20, pelo portal de notícias g1, especialistas explicam que o processo em questão acontece através de pequenos seres marinhos. Apesar das cores assustarem, o fenômeno não oferece risco aos banhistas.

Em entrevista para o portal, a bióloga marinha e professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul,Elisabeth Cabral, explica que a bioluminescência está presente em diversos seres, como vaga-lumes.

"É um processo que emite uma luz através de uma reação química, que vai ter várias funções. Alguns organismos utilizam para comunicação, outros para evitar predadores, outros para atrair presas ou parceiros sexuais", finaliza.