Notícias » Entretenimento

O que Elon Musk disse sobre a perda de assinantes da Netflix?

Bilionário não poupou críticas à plataforma de streaming

Fabio Previdelli Publicado em 23/04/2022, às 09h39

Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX
Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX - Getty Images

Na última terça-feira, 19, a Netflix divulgou seu balanço sobre o primeiro trimestre do ano. As notícias, no entanto, não foram nada boas para a plataforma de streaming, que reportou uma perda de 200 mil assinantes — o primeiro resultado negativo nesse quesito desde 2011.

A alarmante notícia, porém, foi tratada com ironia por Elon Musk, bilionário que é CEO da Tesla e da SpaceX. Após o perfil Slashdot relatar a perda de assinantes da plataforma, Musk usou seu Twitter para cutucar a plataforma. 

O vírus da mente progressista está tornando a Netflix impossível de assistir”, escreveu. 

Esse, inclusive, não foi o único tuíte de Musk sobre a situação do serviço de streaming. Ele também concordou com um usuário que relacionou a perda de assinantes com uma questão mais ampla que afeta toda a indústria do entretenimento. 

Por fim, fez uma sugestão à Netflix. “Eles podem, por favor, apenas fazer ficção científica/fantasia pelo menos ‘principalmente’ sobre ficção científica/fantasia?”, escreveu o CEO da Tesla. 

A Netflix

Após o registro negativo, conforme repercutido pelo portal CineBuzz, o CEO da Netflix, Reed Hastings, revelou que a plataforma estuda a implementação de planos mensais mais baratos com anúncios, uma forma de atrair mais usuários. 

“Permitir que os consumidores que gostariam de ter um preço mais baixo e sejam tolerantes à publicidade tenham essa opção faz muito sentido. Estamos bastante abertos a oferecer preços ainda mais baratos e com anúncios como uma escolha do consumidor”, disse Hastings em entrevista recente.