Notícias » Brasil

“O que posso fazer neste momento é pedir perdão”, diz Sikêra Júnior após fala homofóbica

Na última sexta, 25, o apresentador chamou pessoas LGBT de “raça desgraçada”, o que fez com que ele perdesse patrocinadores

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 30/06/2021, às 16h00

O apresentador Sikêra Júnior durante desabafo no programa Alerta Nacional
O apresentador Sikêra Júnior durante desabafo no programa Alerta Nacional - Divulgação/Youtube/Rafamaqsap

Durante o programa Alerta Nacional, da RedeTV!, o apresentador Sikêra Júnior pediu desculpas “a você que se sentiu ofendido” após uma fala homofóbica durante a programação da última sexta-feira, 25. As informações são do UOL

O apresentador afirmou que pessoas LGBTQIA+ faziam parte de uma “raça desgraçada” após ter observado uma propaganda que mostrava crianças debatendo o tema. Embora tenha pedido desculpas, Sikêra afirmou que ainda não concorda com o conteúdo da peça publicitária.

"Como pai e avô, não posso me calar quando vejo crianças sendo usadas como peças publicitárias para venderem ideologias. Eles precisam brincar, estudar e serem crianças", disse. 

Ele ainda fez um desabafo sobre as reações que vem recebendo após a fala homofóbica. “Eu tenho sofrido muito por conta desta situação. Eu tenho a responsabilidade de pedir desculpas publicamente. Vou seguir nesta batalha para defender as crianças e a família tradicional, mas sem desrespeitar quem pensa diferente de mim. Você que discorda também é muito bem-vindo aqui”, afirmou.

O apresentador perdeu patrocínios depois da opinião LGBTfóbica durante o programa e ainda é alvo de uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal, como informou o colunista do UOL, Ricardo Feltrin.

"A você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Extrapolei como nunca e continuo contra o que vi no comercial. Mas como pai de família e homem de bem, o que posso fazer neste momento é pedir perdão", complementou Sikêra