Notícias » Afeganistão

“O Talibã está chegando”, grita mulher afegã aos prantos no aeroporto de Cabul

As cenas caóticas mostram pessoas tentando evacuar por meio dos aviões militares dos EUA

Luíza Feniar Migliosi Publicado em 19/08/2021, às 10h39

Mulher afegã grita por socorro
Mulher afegã grita por socorro - Divulgação/Twitter

Enquanto as tropas americanas eram cercadas por uma multidão que implorava por ajuda, os gritos de uma mulher ecoavam. “O Talibã está chegando”, alarmou a afegã. No vídeo, é possível ver o desespero das pessoas que tentam a qualquer custo fugir do grupo extremista, segundo o New York Post.

As cenas caóticas circulam nas redes sociais em um vídeo das forças armadas dos EUA, em Cabul, tentando evacuar as pessoas depois do domínio do Talibã. Em outro, é possível ver centenas de pessoas segurando papéis em direção aos norte-americanos.

Acredita-se que os vídeos tenham sido feitos no Aeroporto Hamid Karzai, em Cabul, onde tropas americanas foram enviadas para ajudar a proteger a área e os cidadãos americanos que ainda tentam evacuar depois que milhares de afegãos invadiram a pista e tentaram subir a bordo dos aviões militares. O aeroporto é o último lugar, no Afeganistão, sendo guardado pelos militares dos EUA depois do domínio talibã.

Segundo a Casa Branca, 13 voos feitos na terça-feira, 17, transportaram 1.100 cidadãos americanos residentes permanentes e suas famílias. O Talibã concordou em permitir a “passagem segura” do Afeganistão para os civis que lutam para se juntar a um transporte aéreo dirigido pelos EUA a partir da capital, Cabul, segundo o assessor de segurança nacional do presidente Joe Biden, Jake Sullivan.

Porém, o Sullivan reconheceu relatos de que alguns civis estavam encontrando resistência, como, por exemplo, “sendo rejeitados, empurrados para trás ou mesmo espancados” pelo Talibã enquanto tentavam fazer o trajeto até o aeroporto. Na quarta-feira, 18, centenas de pessoas estavam na parte de fora do aeroporto para apresentar documentos exigidos pelo talibã para que a entrada fosse permitida.

Cada vez que o portão se abria, dezenas de pessoas tentavam passar e o Talibã disparava ocasionais tiros de advertência para dispersá-los. Em certo momento, uma fumaça verde foi lançada na multidão em uma tentativa de separá-los. Dezenas de pessoas foram filmadas cobrindo o rosto enquanto se retiravam.

Milhares de afegãos, muitos dos quais ajudaram forças estrangeiras lideradas pelos EUA ao longo de duas décadas, estão desesperados para partir após a tomada do Talibã. Mais de 2.200 diplomatas e civis já foram evacuados do Afeganistão em voos militares, disse um oficial de segurança ocidental à Reuters na quarta-feira.

O funcionário disse que entre os que saíram estavam funcionários diplomáticos, funcionários de segurança estrangeira e afegãos que trabalhavam para embaixadas. Ele não deu uma estimativa de quantos afegãos estavam entre as pessoas que partiriam.