Notícias » Reino Unido

Objeto romano, que descreve sexo lésbico, será exibido em Museu Britânico

Além dessa peça, outros itens com representatividade LGBTQ+ serão exibidos de maneira definitiva quando o museu reabrir

Caio Tortamano Publicado em 25/06/2020, às 14h49

Lâmpada a óleo representando sexo lésbico
Lâmpada a óleo representando sexo lésbico - Divulgação The British Museum

O Museu Britânico de Londres irá adicionar, entre outras peças que retratam a comunidade LGBT+, uma lamparina a óleo representando uma cena de sexo lésbico dos antigos romanos. Datada do primeiro século depois de Cristo, o item fará parte do acervo fixo do museu, que já vinha adicionando peças do gênero em sua coleção.

A peça foi originalmente comprada em 2005 pelo museu e representa um sexo oral entre duas mulheres, um tabu na Roma antiga. Portanto, especialistas apontam que o item serviria muito mais como a representação de uma fantasia sexual masculina do que o relato de uma cena real propriamente dita.

Além do objeto curioso, farão parte do acervo do museu uma moeda grega representando o deus Safo, um medalhão de um homem travesti britânico e uma uma nota de libra utilizada em uma boate gay.

Um dos representantes do museu, Stuart Frost, disse que a adição dos artefatos era parte de um esforço contínuo para melhorar a representação da história do LGBTQ + no Museu Britânico. Frost afirma: "Eles se juntam a vários outros objetos em exibição permanente que demonstram coletivamente que o amor pelo mesmo sexo, o desejo e a diversidade de gênero sempre foram parte integrante da experiência humana".

Fechado por conta do novo coronavírus, o Museus Britânico — assim como outros museus pelo Reino Unido — só poderão reabrir a partir do dia 4 de julho. Porém, o anúncio foi feito em razão do mês do orgulho LGBTQ+.