Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Obra de arte

‘Obra de arte’ de picles arremessado no teto de galeria pode ser comprada por R$ 33 mil

Ingrediente de hambúrguer do McDonald's grudado no teto da Michael Lett Gallery, na Nova Zelândia, vem causando polêmica

Redação Publicado em 27/07/2022, às 09h34

“Pickle” de Matthew Griffin - Divulgação/Matthew Griffin and Fine Arts, Sydney
“Pickle” de Matthew Griffin - Divulgação/Matthew Griffin and Fine Arts, Sydney

Um artista australiano está vendendo sua mais famosa obra de arte por NZ$ 10 mil, o equivalente a cerca de R$ 33 mil. O mais curioso, porém, é que essa peça é nada mais que um ingrediente de um hambúrguer do McDonald's grudado no teto de uma galeria.

O trabalho de Matthew Griffin, intitulado “Pickle”, vem causando polêmica no mundo das artes recentemente por trazer à tona o que pode ser considerado arte. Nas redes sociais, alguns chamam o artista de “gênio”, enquanto outros, de “idiota”.

Um internauta chegou a fazer uma comparação sobre como a situação é tratada em uma galeria em contraposição à em um restaurante. “Fui expulso de um McDonald's pela polícia por fazer isso quando era adolescente, agora é arte”, reclamou.

Como reportou o jornal britânico The Guardian, a obra lembra quando o artista italiano Maurizio Cattelan colou uma banana madura na parede de uma galeria durante a Art Basel em Miami, em 2019. Chamado de “Comedian”, o trabalho foi vendido por US$ 120 mil.

Segundo a Michael Lett Gallery, galeria que hospeda a obra de arte, trata-se de um “gesto provocativo” que questiona deliberadamente o que tem valor a partir de uma única fatia de picles retirada de um cheeseburger da rede de fast food, atirada no teto.

Um picles no teto

“Uma resposta humorística ao trabalho não é inválida — está tudo bem, porque é engraçado”, afirmou Ryan Moore, diretor de Belas Artes de Sydney, que representa o artista.

“De um modo geral, não são os artistas que decidem se algo é arte — são eles que fazem e fazem as coisas. Se algo é valioso e significativo como obra de arte é a maneira que nós coletivamente, como sociedade, escolhemos usá-lo ou falar sobre isso”, acrescentou.

Ele explicou que “por mais que isso pareça um picles preso ao teto — e não há artifício ali, é exatamente isso — há algo no encontro com isso como uma escultura ou um gesto escultórico.”

Custando NZD $ 10 mil, além de outros NZD $ 4,44 por um cheeseburguer do McDonald's, o comprador receberá instruções de como recriar o trabalho em seu próprio espaço designado, fora da galeria — ali, o picles está grudado com seu próprio molho e ainda não apresenta sinal de decomposição.

“Não se trata do virtuosismo do artista parado na galeria jogando-o para o teto — como ele chega lá não importa, desde que alguém o tire do hambúrguer e o jogue no teto”, disse Moore. “O gesto é tão puro, tão alegre… É isso que o torna tão bom.”

+O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.