Notícias » Cultura

Obra de ilustres contos apresenta a verdadeira realidade pernambucana

"Um deus que não passeia sobre as águas" , de Israel Pinheiro mostra os impactos culturais, tecnológicos, políticos e econômicos nos dias atuais

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 31/03/2021, às 07h45

Convento de São Francisco, o mais antigo do Brasil
Convento de São Francisco, o mais antigo do Brasil - Wikimedia Commons

Publicada em janeiro deste ano pela Autografia Editora, a obra “Um deus que não passeia sobre as águas”, do escritor pernambucano Israel Pinheiro, apresenta a realidade das periferias e faz uma crítica ao sistema político brasileiro. 

[Colocar ALT]
Um deus que não passeia sobre as águas , de Israel Pinheiro / Crédito: Divulgação / Autografia Editora

A partir de seis contos contemporâneos, o autor homenageia os mares do Nordeste, em especial nas regiões pernambucanas, como Recife e Olinda. O autor relata diferentes transformações culturais, tecnológicas, políticas e econômicas da contemporaneidade.

“Como somos filhos da Queda e, como tal, encerramos em nós tantos os afetos elevados quanto os gestos e as ações brutalizantes, talvez nunca tenhamos salvação; sempre seremos a subtração da imagem e semelhança de um Deus que se quer (ou a ele se atribui) a própria encarnação do amor, da tolerância, da paz e da confraternização. Estamos, assim, condenados a sermos um deus que nunca vai poder passear sobre as águas calmas e tranquilas da criação? Desconfio que sim”, trecho retirado do prefácio da obra Um deus que não passeia sobre as águas.

Por meio de uma linguagem emocionante e envolvente, o autor apresenta a realidade das periferias brasileiras e revela os sentimentos dos moradores. De acordo com o escritor, os contos abordam elementos bons e maus, pois ambos sentimentos ocupam o mesmo espaço.

Em todas as histórias é possível se deparar com enredos que envolvem emoções egoístas e imorais. Em contrapartida, Israel Pinheiro mostra um olhar refinado e profundo sobre as sutilezas do ser humano.

Disponível na Amazon em formato Kindle e capa comum, em suma, esta obra trata-se de uma crítica aos antigos e ultrapassados métodos de se pensar sobre a existência humana. 


+Saiba mais sobre esta e outras obras relacionadas ao tema disponíveis na Amazon:

Um deus que não passeia sobre as águas, de Israel Pinheiro (2021) - https://amzn.to/3svYurk

Maria Bonita: Sexo, violência e mulheres no cangaço, de Adriana Negreiros (2018) - https://amzn.to/3u0SsiV

A outra Independência: O Federalismo Pernambucano de 1817 a 1824, de Evaldo Cabral de Mello (2014) - https://amzn.to/39liXHM

A Guerra total de Canudos, de Frederico Pernambucano de Mello (2020) - https://amzn.to/3syYqHu

Antologia da crítica pernambucana, de André Dib e Gabi Saegesser (2020) - https://amzn.to/39lDk7U

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W