Notícias » Religião

Odetinha pode se tornar primeira santa carioca: 'Virtudes heroicas', diz o papa

Francisco reconheceu as "virtudes heroicas" de Odete Vidal Cardoso, menina morta aos oito anos em 1939

Isabela Barreiros Publicado em 29/11/2021, às 14h43

Odette Vidal Cardoso, a meninha Odetinha
Odette Vidal Cardoso, a meninha Odetinha - Divulgação/Postulatore Delle Cause Dei Santi

Na última semana, o papa Francisco promulgou um decreto que estabelece o reconhecimento das “virtudes heroicas” de Odette Vidal Cardoso, a menina conhecida como Odetinha que pode se tornar a primeira santa católica carioca.

As virtudes heroicas da Serva de Deus Odette Vidal Cardoso, leiga fiel; nascida em 18 de fevereiro de 1931 no Rio de Janeiro (Brasil) e falecida ali em 25 de novembro de 1939”, diz um trecho do documento.

A partir do decreto que reconhece as virtudes de Odetinha, ela passa a ser “venerável”, de acordo com informações da Agenzia Nazionale Stampa Associata (ANSA). Agora poderão ser iniciados de maneira formal os processos de beatificação e canonização da menina.

Ela era considerada “serva de Deus” até então, mas agora pode se tornar beata e santa, a partir da comprovação de milagres. Ela poderá ser canonizada com a confirmação de dois milagres.

Odetinha praticou obras de caridade ao longo de sua curta vida, agindo em prol das pessoas pobres da região em que vivia no Rio de Janeiro. Também esteve muito ligada à fé e teria morrido exclamando: "Jesus, leva-me para o céu".

O cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, comemorou a decisão de Francisco ao destacar que a menina é a “primeira carioca que se torna vulnerável”, como repercutiu a CNN.

“Nasceu em Madureira, viveu na região de Laranjeiras e Botafogo e deu grandes exemplos. De piedade, oração, trabalho aos pobres, aos necessitados. E um coração aberto à eucaristia, de tal maneira que tinha o céu em seu coração. Nós agradecemos pela primeira carioca que recebe esse título, na caminhada para a beatificação e canonização”, disse.