Notícias » Arqueologia

Oferenda inca, usada em rituais de sacrifício humano, é descoberta em lago na Bolívia

Pesquisadores encontraram uma caixa que contém um bracelete de ouro e uma concha esculpida em forma de lhama

Isabela Barreiros Publicado em 04/08/2020, às 15h20

A caixa contendo artefatos
A caixa contendo artefatos - Divulgação/Universidade Livre de Bruxelas

Expedições realizadas no lago Titicaca nos Andes revelaram-se muito produtivas. Pesquisadores foram responsáveis por encontrar uma pequena caixa feita de pedra que continha uma pulseira de ouro e uma concha esculpida em formato de lhama. Eles acreditam que se trata de uma oferenda que pode ter sido utilizada em um ritual de sacrifício humano inca.

Há 500 anos, a região, principalmente na Bolívia, era popular para peregrinações durante o Império Inca, o que foi imensamente relatado por espanhóis que colonizaram o continente. No entanto, apenas recentemente foram encontradas evidências de tais movimentações.

Crédito: Divulgação/Universidade Livre de Bruxelas

 

Essa foi a primeira vez que cientistas encontraram ofertas subaquáticas feitas pelos incas. "Nossas pesquisas subaquáticas descobriram uma oferta que consiste em uma grande caixa de pedra isolada colocada em sedimentos de lago a sudoeste do recife, a uma profundidade de 5,50 a 5,80 m abaixo do nível do lago", escreveram os autores do estudo, publicado na revista científica Antiquity, Christophe Delaere e José M. Capriles.

Além disso, é possível ainda que a caixa contenha sangue humano, visto que existem evidências anteriores que apontam o uso do fluido, tanto de crianças quanto de animais, para apaziguar a raiva dos deuses. A estrutura transformaria a água em vermelha.

"Esses sacrifícios representam evidências arqueológicas claras para a capacocha, uma cerimônia inca que envolve a imolação ritual de crianças em huacas ou divindades significativas para reconhecê-las, glorificá-las e apaziguá-las", explicam os pesquisadores.