Notícias » Astronomia

Onde a vida começou? Para esses cientistas, foi em crateras deixadas por meteoros

Novo estudo propõe exploração de crateras de planetas na busca por indícios de vida extraterrestre

Ingredi Brunato Publicado em 03/09/2020, às 17h00

Exploração em cratera na Terra deixada por meteorito.
Exploração em cratera na Terra deixada por meteorito. - Crédito: Gordon Osinki

Um estudo liderado pelo cientista planetário Gordon Osinski propõe que crateras espaciais deveriam se tornar o próximo foco de busca por vida extraterrestre. Sua pesquisa foi publicada nesta quarta-feira, 2, na Astrobiology. 

O especialista sugere que os impactos de meteoros podem ser pensados não apenas pelo seu aspecto destrutivo (como o meteoro que extinguiu os dinossauros aqui na Terra), mas também pelo seu grande potencial de criação de habitats onde vida pode começar a se desenvolver. 

"Existem muitas hipóteses de onde a vida começou na Terra e onde devemos procurar vida em Marte, mas na verdade estamos negligenciando uma grande força geológica e um habitat fundamental para entender a origem da vida: os impactos de meteoritos e suas crateras resultantes ", afirmou Osinski, que é diretor do Instituto de Exploração Terrestre e Espacial da Western. 

Infelizmente, no nosso planeta os milhares de anos de erosão já apagaram muitas das rochas existentes na época do surgimento da vida na Terra, dificultando essa pesquisa. Em outros planetas, no entanto, ainda é possível fazer essa exploração.