Notícias » Crimes

Onze anos após o crime, ex-policial é condenado por participação no assassinato de Eliza Samudio

José Lauriano de Assis Filho poderá responder em liberdade até o julgamento

Redação Publicado em 27/08/2021, às 09h23

José Lauriano de Assis Filho chegando ao Fórum
José Lauriano de Assis Filho chegando ao Fórum - Divulgação/G1

De acordo com informações publicadas na noite de ontem, 26, pelo portal de notícias G1, o júri responsável pelo caso Eliza Samudio determinou na última quinta-feira que o ex-policial José Lauriano de Assis Filho, conhecido como Zezé, fosse condenado a 22 anos de prisão.

A sentença acontece por sua participação no homicídio da vítima e também pelo sequestro dela e de seu filho com o mandante do crime, o goleiro Bruno Fernandes. Segundo revelado na reportagem, até o julgamento, o aposentado poderá responder em liberdade.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais, no dia 4 de junho de 2010, Zezé teria sequestrado Eliza e seu filho Bruninho, então com quatro meses de idade. 

A mando de Bruno e de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, o ex-policial teria participado do assassinato em 10 de junho de 2010 e ajudado a ocultar o cadáver de Samudio, que até hoje, onze anos depois do crime, não foi encontrado.