Notícias » Crimes

Operação Lázaro: Homem finge ser da Polícia Federal e acaba detido

Segundo os oficiais envolvidos nas buscas, o suposto policial tentou se envolver nas buscas por Lázaro Barbosa no último sábado, 19

Pamela Malva Publicado em 21/06/2021, às 11h00

Imagem meramente ilustrativa de viatura policial
Imagem meramente ilustrativa de viatura policial - Dibulgação/ Pixabay/ diegoparra

Há 13 dias, os moradores da região de Cocalzinho de Goiás (GO) vivem com receio de encontrar Lázaro Barbosa em seus quintais. No último sábado, 19, todavia, um outro homem foi detido na área, mas por fingir ser um policial federal durante as buscas.

De acordo com uma nota oficial emitida pela Polícia Militar de Goiás, pela Polícia Rodoviária Federal do Distrito Federal e pela Polícia Federal, tudo começou quando o homem de 23 anos se aproximou das equipes envolvidas na Operação Lázaro na BR-070 e disse estar atrasado para as buscas, afirmando que seu grupo estaria mais à frente.

Mais tarde, ele ainda buscou ajuda dos oficiais para desarmar uma pessoa que estaria bêbada em uma propriedade rural. Nesse momento, acreditando que o homem era da Polícia Federal, os policiais militares em atividade atenderam à suposta ocorrência.

Segundo o UOL, a fraude foi descoberta apenas quando as equipes retornaram à base da Operação Lázaro e perceberam que o homem não fazia parte da Polícia Federal. Naquela mesma noite de sábado, então, ele foi preso em flagrante e, agora, deve responder por falsidade ideológica e usurpação da função pública.

Lázaro Barbosa está sendo procurado pelas autoridades de Goiás e do Distrito Federal há 13 dias, suspeito de matar uma família de quatro pessoas em Ceilândia. Desde o ocorrido, a polícia realiza buscas na região de Goiás, local onde o sujeito está escondido, como apontaram investigações. Segundo revelado pelas autoridades, o homem se esconde em áreas rurais, armado, ele invade fazendas e faz moradores como reféns.