Notícias » Estados Unidos

Ordem de Biden para investigar origem da Covid-19 abre espaço para teses de fuga de laboratório chinês

Segunda jornais da França, a tese conspiratória, embora que tenha sido descartada no passado, ainda é bastante discutida por autoridades mundiais

Alana Sousa Publicado em 27/05/2021, às 11h30

O presidente americano Joe Biden
O presidente americano Joe Biden - Wikimedia Commons

Uma ordem dada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, concentrará ainda mais esforços para descobrir a origem do novo coronavírus nos próximos 90 dias. Segundo informações da imprensa francesa, repercutidas pelo portal UOL, as medidas corroboram com teses de que o vírus tenha escapado de um laboratório na China.

“Durante muito tempo rejeitada e considerada como uma tese conspiratória, a suspeita de um acidente em um laboratório chinês que teria dado início à pandemia ressurgiu nas últimas semanas", alegou o jornal Le Parisien.

No último dia 17, 18 cientistas dos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido publicaram uma carta pública exigindo mais investigações sobre como a Covid-19 teria surgido, afirmando que a possibilidade de o vírus ter sido criado em laboratório chinês era plausível — ainda que a OMS tenha descartado a teoria no passado.

“Os Estados Unidos vão continuar a trabalhar com seus parceiros no mundo todo para pressionar a China, a fim de que ela participe de uma investigação internacional completa, transparente e fundada sobre provas”, relembrou o Le Monde sobre falas de Biden.

A doença que já matou 3,5 milhões de pessoas ao redor do mundo, poderá ter sua origem revelada daqui 3 meses, quando o prazo do presidente americano expirará.

Sobre Joe Biden 

No dia 7 de novembro, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: Será o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trumpjá havia declarado vitória no dia 4 de novembro, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer à presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.