Notícias » Música

Os momentos finais de Lennon, segundo seu filho: "Extremamente feliz"

Julian Lennon tinha 17 anos na época e conversava com frequência com o pai

Wallacy Ferrari Publicado em 13/05/2021, às 11h03

John Lennon (esq.) e Julian Lennon (dir.) em montagem
John Lennon (esq.) e Julian Lennon (dir.) em montagem - Getty Images

Em 8 de dezembro de 1980, o mundo da música tinha sua primeira perda no mais famoso conjunto musical de sua história; John Lennon era o primeiro membro dos Beatles a falecer, sendo vítima de um disparo fatal de Mark Chapman — 'fã' que, horas antes, havia pedido um autógrafo ao ídolo na porta de seu apartamento.

O músico deixou para trás um legado inestimável para a cultura mundial, mas também deixou viúva a companheira Yoko Ono e os filhos Sean e Julian.

Este último, na época com 17 anos, protagonizou conflitos durante a infância e adolescência com o pai, chegando a dizer publicamente que John era hipócrita por propagar o amor e ter sido opressor no âmbito familiar.

Contudo, a perda do pai não foi um momento de alívio para o filho; apesar das intrigas, uma entrevista de Julian com a rádio britânica BBC 1 foi repercutida pela Rolling Stone Brasil, explicando detalhadamente qual era a relação e como estava o pai nos momentos que antecederam o trágico assassinato.

Novos projetos

De acordo com o filho mais velho, John estava animado para realizar a divulgação do álbum Double Fantasy, lançado em 17 de novembro de 1980 — exatamente três semanas antes de seu falecimento.

Era o primeiro disco em cinco anos, visto que o cantor estava em um hiato produtivo, exercendo apenas o ativismo e apresentações esporádicas ao lado da esposa.

Já menos tensos com os episódios de violência durante a infância, Julian conversou com o pai à distância: "Estávamos nos dando bem e falando muito mais ao telefone, sabe, quando eu tinha 15, 16 e 17 anos". Apesar disso, não vivia junto aos luxos de seu pai: "Lembro-me de morar no norte de Gales na época, passei seis meses ou um ano internado e finalmente voltei para casa. Eu morava na casa da minha mãe [Cynthia Lennon]", acrescentou.

Uma música daquele álbum chamou a atenção do jovem, que ouviu com exclusividade antes de se tornar um sucesso do pai: "Também recordo do meu pai tocar 'Starting Over' no telefone, acabara de mixar. Absolutamente adorei". Em 27 de dezembro de 1980, 19 dias após a morte de John, a canção se tornou a número 1 dos EUA, como registrou o ranking Billboard Hot 100.

John Lennon autografando álbum Doubly Fantasy para Mark Chapman, seu assassino / Crédito: Wikimedia Commons

 

Últimas impressões

A conversa musical sobre os projetos de lançamento foram as últimas que o adolescente teve com o pai, como completou: "Só me lembro disso como sendo o último tipo de momento, ouvi-lo extremamente feliz em um lugar alegre. Fiquei muito feliz e ansioso para vê-lo novamente. Enfim, apenas em outra dimensão...".

Apesar da temporalidade próxima da data de lançamento e, consequentemente, da morte do pai, Jules não especifica quando as conversas ocorreram, acrescentando que trata-se da última em que se lembra. John morreu aos 40 anos de idade, em Nova York, sem realizar um funeral, por opção da esposa.

Tal solicitação chegou a incomodar os fãs mais próximos, que não tiveram a oportunidade de se despedir de Lennon no plano corporal — da mesma maneira que ocorreu com o filho mais velho, que não conseguiu viajar aos Estados Unidos para uma última vista. Por fim, o cantor foi cremado e as cinzas entregues para Yoko.


+Saiba mais sobre os Beatles por meio das obras disponíveis na Amazon

Here, There and Everywhere. Minha Vida Gravando os Beatles, Geoff Emerick (2013) - https://amzn.to/2Pk8QIv

Beatles 1966: o ano Revolucionário, Steve Turner (2018) - https://amzn.to/2DRxQl0

Lembranças de Lennon, Jann S. Wenner, Conrad (2001) - https://amzn.to/2rY1IJX

John Lennon: A Vida, Philip Norman (2009) - https://amzn.to/2YomyhL

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W