Notícias » China

Ossos de burro são encontrados em tumba chinesa da Dinastia Tang

Os restos mortais foram localizados no túmulo da esposa de um importante general

André Nogueira Publicado em 13/04/2020, às 13h00

Tumba chinesa
Tumba chinesa - Divulgação

Uma série de ossos de equinos achadis em uma tumba ligada à esposa de Zhou Bao, general da dinastia Tang de Xi’an, na China, foram identificados como sendo de burros e vacas. Pesquisadores chineses e estrangeiros acreditam que descoberta está ligada ao jogo de polo, comum na corte da época, e que burros eram a montaria das damas no esporte. Descoberta foi anunciada pelo Arqueologia e Proteção do Patrimônio Cultural de Xi'an.

O túmulo em questão havia sido revelado em 2012 após escavações em um canteiro de obras no subúrbio da cidade, e suas marcações escritas apontam se tratar do local de sepultamento de Cui Shi, esposa do general Zhou Bao, enviado à região de Jingyuan. A tumba havia sido violada por saqueadores e muitas das partes estavam danificadas.

Foram encontradas cerâmicas, tigelas de porcelana, porcos de ferro, barras, anéis, ornamentos e pregos de cobre, utensílios de ossos e até materiais de jade. Segundo a análise realizada, os ossos encontrados no leito do caixão pertenceram a três burros e quatro vacas. É bem provável que os animais tenham sido usados no jogo de polo, popularizado entre os nobres, entre eles Cui Shi.

"Os burros na tumba de Cui têm um acúmulo no meio do úmero, o que é obviamente diferente dos burros comuns, indicando que não é usado para transporte simples, e é provável que sejam de exercícios de longo prazo como Donju (animais de polo)", disse Hu Songme, arqueólogo chefe da expedição, ao Instituto Provincial de Arqueologia de Shaanxi.

"Então, por que Cui não andava a cavalo na época? Analisamos que o cavalo corria mais violentamente e tinha maior força, e o cavalo feminino não era estável e era mais adequado montar um burro”, completou.