Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Ossos de possível mamute são descobertos em quintal de família mexicana

Curiosa descoberta aconteceu no mês de abril em San Lorenzo Toxico

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/05/2022, às 17h19 - Atualizado às 17h20

Fotografias mostrando ossos sendo desenterrados - Divulgação/ INAH
Fotografias mostrando ossos sendo desenterrados - Divulgação/ INAH

No último mês de abril, uma família de San Lorenzo Toxico, uma localidade no México, descobriu a inesperada presença de imensos ossos enterrados em seu quintal durante obras que tinham por objetivo a instalação da cisterna de um banheiro no local. 

O impressionante achado, que consiste em um fêmur e uma mandíbula de possivelmente até 10 mil anos, foi trazido à superfície por funcionários do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), segundo repercutido pelo portal Newsweek nesta quinta-feira, 19. 

A princípio, os ossos parecem pertencer a um mamute colombiano, o que será analisado em mais detalhes por especialistas da megafauna pré-histórica. Os exames também pretendem determinar se os restos mortais pertencem a um ou dois indivíduos, e quais os seus sexos. 

A descoberta feita /Crédito: Divulgação/INAH

Vestígios milenares

Essa é a primeira vez que são encontrados vestígios de grandes mamíferos na região mexicana conhecida como San Lorenzo Toxico, ajudando assim a construir o quebra-cabeça do passado do lugar. 

Um dos próximos passos da pesquisa é a procura de materiais orgânicos carbonizados na área do achado, uma vez que amostras desse tipo poderiam ser submetidas a uma datação de radiocarbono, o que "forneceria informações mais precisas sobre a idade do conjunto", de acordo com uma declaração do INAH.