Notícias » Pandemia

Ovelha retorna sem tosa após sete anos perdida

Prickles estava enorme de tanta lã que acumulou nesse tempo em que sumiu, mas isso resultou em uma forma de ajudar as vítimas da pandemia

André Nogueira Publicado em 25/04/2020, às 12h00 - Atualizado às 12h40

A ovelha perdida
A ovelha perdida - Divulgação/Facebook

Depois de sete anos perdida, uma ovelha que deixou o rebanho na Tasmânia, Austrália, reapareceu na fazenda em que morava com quantidades absurdas de lã no corpo, pela falta de tosa. Com o tamanho de cinco ovelhas tosadas, Prickles foi difícil de conduzir depois de encontrada pelo sogro de sua dona, Alice Gray.

O caprino retornou à fazenda exatamente no dia em que se comemorava o aniversário de seis anos do filho da proprietária, após ser localizada numa das câmeras noturnas do local. Quando viu a estranha criatura, o avô do aniversariante anunciou ver “uma coisa grande e redonda”. Tratava-se do bicho perdido.

Prickles / Crédito: Divulgação/Facebook

 

Aproveitando o fato de que pessoas precisam de ajuda nesse tempo de coronavírus, Alice teve uma ideia de campanha para angariar fundos. Ela criou um bolão na internet em que, com uma pequena doação ao Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, os internautas podem chutar o peso da lã retirada do animal após sete anos de crescimento.

A campanha ocorrerá até o dia 1º de Maio, quando será revelado o resultado. Em duas semanas de bolão, já foram acumulados 30 mil dólares.