Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Feitiçaria

Pai é detido por tentar vender filhos albinos para rituais de feitiçaria

Na África do Sul, pai foi detido por tentar vender filhos albinos por R$ 210 mil para rituais de feitiçaria

Redação Publicado em 25/07/2022, às 15h20

Imagem meramente ilustrativa - Foto de Ron Lach no Pexels
Imagem meramente ilustrativa - Foto de Ron Lach no Pexels

Um homem, pai de três crianças albinas, foi detido em Moçambique, acusado de tentar vender seus filhos para serem usados em práticas de feitiçaria. O anúncio foi feito pela polícia local nesta segunda-feira, 25.

As crianças, de idades entre 9 e 16 anos, seriam vendidas no Malawi por US$ 39 mil, cerca de R$ 210 mil, como relatado pelo G1. E segundo as investigações, estavam sendo mantidas em cativeiro. 

Além do pai, outro acusado é o tio das crianças, que foi detido, na região do Tete, no noroeste do país, após uma denúncia anônima. 

Começamos a investigar e foi possível salvar os três menores, com idades compreendidas entre 9 e 16 anos, e que estavam cativos", informou Feliciano, porta-voz da polícia local.

Como informa a polícia, tanto o pai quanto o tio, negam o envolvimento no tráfico de pessoas.

Rituais de feitiçaria

Na África do Sul, pessoas com albinismo — distúrbio genético que provoca a ausência parcial ou total de pigmentação nos olhos, pele e cabelos — sofrem discriminação, preconceito e até mesmo ataques. Parte de seus corpos é utilizada em rituais de feitiçaria para atrair saúde e sucesso.