Notícias » Polêmica

Paleontólogos estão furiosos com venda de fóssil de T-Rex por R$ 11 milhões na Internet

O esqueleto de 68 milhões de anos, apelidado de "Filho de Sansão", foi descoberto em 2013 nos EUA

Letícia Yazbek e Alana Sousa Publicado em 16/04/2019, às 15h49

Tyrannosaurus rex juvenil
Divulgação

Um caçador de fósseis independente causou a fúria dos paleontólogos ao colocar os ossos do que ele alega ser o único Tyrannosaurus rex juvenil do mundo à venda no eBay por US$ 2,95 milhões (cerca de R$ 11,49 milhões).

O esqueleto de 68 milhões de anos foi descoberto por Alan Detrich e seu irmão em 2013, em uma propriedade privada no estado de Montana, Estados Unidos. Alan – que não é um paleontólogo profissional – emprestou sua descoberta para o Museu de História Natural da Universidade do Kansas em 2017.

Agora, o colecionador decidiu colocar o fóssil em um site de vendas na Internet, usando sua importância científica, incluindo seu status adquirido por ter sido exibido em um importante museu, como parte de sua estratégia de publicidade.

Página da venda do fóssil no eBay / Reprodução

A Universidade do Kansas declarou que não está envolvida na venda, e retirou o fóssil da exibição. “Os fósseis de vertebrados são raros e muitas vezes únicos. A prática científica exige que as conclusões tiradas dos fósseis sejam verificáveis: os cientistas devem ser capazes de reexaminá-los. A permuta, a venda ou a compra de fósseis de vertebrados cientificamente significativos não são tolerados, a menos que os troquem ou mantenham dentro de uma confiança pública”, escreveram Emily Rayfield, Jessica Theodor e P. David Polly, doutores da universidade.

Especialistas da área condenaram a atitude de Detrich. Em uma carta aberta, membros da Sociedade de Paleontologia de Vertebrados (SVP) em Bethesda, Maryland, disseram estar preocupados com a possibilidade de um fóssil raro não estar disponível para estudo. Além disso, os especialistas temem que a venda do espécime inflacione o custo de compra legal de fósseis.