Notícias » Coronavírus

COVID-19: pandemia pode durar até dois anos, afirma estudo

Em coletiva, o Instituto Robert Koch afirma que a crise pode se estender até 2022 e deve infectar de 60 a 70% da população mundial

Paola Churchill Publicado em 18/03/2020, às 16h00

Pessoas em espaço público usando máscaras
Pessoas em espaço público usando máscaras - Getty Images

Segundo informações divulgadas na última terça-feira,17, pelo Instituto Robert Koch, na Alemanha, a pandemia do coronavírus pode levar até dois anos para ser controlada.

Para o diretor-geral da agência alemã, Lothar Wieler, o fator mais importante para definir esse prazo será o quão rápido os médicos irão conseguir fazer uma vacina para combater a doença. "Quanto mais cedo tivermos uma vacina, mais cedo esta pandemia pode ser detida. Mas mesmo que uma vacina apareça isso não significa que todos serão vacinados, porque isso depende do número de doses", afirma durante coletiva.

Wieler classificou o risco de contágio como muito alto e acrescenta que a doença se propaga como se fossem ondas, e não se pode definir a velocidade exata. Estima-se que entre 60% a 70% da população seja contaminada com a doença.

As autoridades alemãs vêm tomando medidas de distanciamento social para conter a propagação, incluindo fechar escolas. O Ministério das Relações Exteriores do país desaconselhou viagens pelo mundo para evitar que eles fiquem retidos no exterior sem poder voltar para casa.

Na quarta-feira, 11, a Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu o surto do novo coronavírus como uma pandemia. O contágio já chegou em 150 países contaminando cerca de 180 mil pessoas, fazendo 7 mil casos fatais.