Notícias » Brasil

Pantanal registra maior número de focos de incêndio para o mês de setembro

Especialistas alertam que o ano de 2020 pode bater os recordes relacionados a incêndios na região

Penélope Coelho Publicado em 17/09/2020, às 12h30

Fogo no Pantanal visto de cima
Fogo no Pantanal visto de cima - Divulgação/Sâmia Bomfim/Twitter

No ano de 2020, o Pantanal registrou o maior número de focos de calor para o mês de setembro. A conclusão se deu após a análise dos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inepe), que monitoram o local desde 1998.

De acordo com informações do portal G1, o recorde, até então, aconteceu em setembro de 2007 quando 5.498 mil focos de incêndio foram registrados no Pantanal, porém, neste ano, em apenas 16 dias do mês, o número já chega a 5.603 mil.

Historicamente, agosto e setembro são os meses em que queimadas intensas ocorrem no local, em decorrência do período seco, porém, segundo a reportagem, atualmente, o número de focos de incêndio para o mês de setembro de 2020 está 188% acima da média histórica registrada pelo Inepe.

Considerando os danos causados na região entre o primeiro dia do ano até 13 de setembro, os focos de chamas já são os maiores da série histórica. Especialistas alertam que se o ritmo de queimadas continuarem assim, é possível que todos os recordes de incêndio no Pantanal sejam batidos ainda neste ano.