Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Religião

Papa faz apelo para jovens consumirem menos carne e 'salvar o meio ambiente'

Preocupado com o meio ambiente, Francisco falou sobre a concentração da carne em algumas regiões

Alan de Oliveira | sob supervisão de Éric Moreira Publicado em 14/07/2022, às 12h19 - Atualizado às 13h22

Papa Franciso acenando para católicos - Getty Images
Papa Franciso acenando para católicos - Getty Images

Uma declaração do Papa Francisco durante a Conferência da Juventude da União Europeia, em 11 de julho, chamou a atenção dos católicos. Fazendo um apelo inusitado, disse aos jovens para reduzirem o consumo de carne para cuidar do meio ambiente, segundo a Agência de Informação Católica.

“É urgente reduzir o consumo não só de combustíveis fósseis, mas também de tantas coisas supérfluas. Também em algumas áreas do mundo seria conveniente consumir menos carne: isso também pode contribuir para salvar o meio ambiente”, afirmou Francisco durante a realização da Conferência da Juventude da União Europeia.

Conforme a apuração do portal de notícia CNN, o papa destacou a importância de cuidar do meio ambiente: “Há pessoas que não conseguem imaginar o perigo que a humanidade está enfrentando hoje com esse superaquecimento e manuseio da natureza”.

Hipotética renúncia

Para a Reuters, o líder religioso negou assiduamente os rumores de uma possível renúncia devido a problemas de saúde, na última segunda-feira, 11.

Quando perguntado sobre a possibilidade de ficar no posto de papa até a sua morte, ele levantou alguns cenários e alegou ainda não ter certeza do que deseja para um futuro mais distante. Porém, em uma hipotética renúncia, descartou ficar e morar no Vaticano ou retornar à Argentina, pois disse que, nesse caso, seria o bispo emérito de Roma, e abriu a possibilidade de morar na Catedral.

“Não passou pela minha cabeça, nunca nem passou pela minha cabeça. No momento, não, mas vai chegar a hora em que eu verei que não posso fazer [o trabalho]. [Nesse caso], eu vou [renunciar]. O grande exemplo do Papa Bento XVI foi uma coisa muito boa para a Igreja”, falou o Papa Francisco.