Notícias » Vaticano

Papa Francisco endurece regras contra o abuso sexual na Igreja

O pontífice divulgou nesta terça-feira, 1, uma nova revisão da lei da Igreja Católica, a qual amplia regras contra o abuso

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 01/06/2021, às 11h29

Papa Francisco
Papa Francisco - Wikimedia Commons/Tomaz Silva/Agência Brasil

Nesta terça-feira, 1, o papa Franciscoanunciou uma nova revisão da lei da Igreja Católica, a qual está sendo considerada a mais abrangente em quatro décadas.

Segundo repercutiu o UOL, a atualização endurece regulamentos para religiosos que praticam crimes como abuso contra menores e adultos vulneráveis ou fraudes.

A revisão envolve toda a seção seis do Código de Direito Canônico da Igreja, o qual é composto por sete livros com cerca de 1.740 artigos ao togo.

A nova seção possui 80 artigos sobre crime e castigo e apresenta novas categorias, além de mudanças no trato de clérigos que cometam tais delitos.

Segundo o monsenhor Filippo Iannone, chefe do departamento do Vaticano que supervisionou o projeto, havia "um clima de desleixo excessivo na interpretação da lei penal" e, muitas vezes, a misericórdia foi posta à frente da justiça. Agora, o abuso sexual de menores está sob uma nova seção intitulada "Delitos Contra a Vida, a Dignidade e a Liberdade Humanas", antes chamada "Crimes Contra Obrigações Especiais".

A seção foi ampliada com o objetivo de incluir crimes que antes não eram previstos na lei, como "cultivar" menores de idade ou adultos vulneráveis para abusos sexuais, além do armazenamento de pornografia infantil.