Notícias » Estados Unidos

Papa Francisco chama morte de George Floyd de "trágica" e condena racismo e violência nos EUA

"Nada é ganho pela violência e tanta coisa é perdida", afirmou o líder da Igreja Católica

Vanessa Centamori Publicado em 04/06/2020, às 10h34

Papa Francisco
Papa Francisco - Wikimedia Commons

O Papa Francisco se manifestou nesta última quarta-feira, 3, sobre os protestos nos Estados Unidos, chamando a morte de George Floyd de "trágica". De acordo com o Santo Padre: "não podemos tolerar ou fechar os olhos ao racismo e à exclusão".

O pontífice condenou ainda os meios não pacíficos de se manifestar, dizendo que "temos que reconhecer que a violência das noites recentes é autodestrutiva e derrotista". Nesse mesmo tom, o Papa salientou também que "nada é ganho pela violência e tanta coisa é perdida".

Além disso, Francisco afirmou que está orando "por todos aqueles que perderam a vida como resultado do pecado do racismo" e por George Floyd. O norte-americano foi morto brutalmente por Derek Chauvin, policial que o asfixou até a morte. O assassino e mais outros três outros ex-policiais serão acusados pelo homicídio, segundo o procurador-geral de Minessota Keith Ellison.

Sobre o triste episódio, Francisco clamou a Deus durante sua oração semanal no Vaticano, na quarta-feira. O líder da Igreja Católica implorou pela reconciliação nacional nos EUA e pela paz.