Notícias » Personagem

Papa Francisco critica nações que proferem discursos de paz, mas gastam em armamento

A mensagem do pontífice foi divulgada no último domingo, 10

Redação Publicado em 11/10/2021, às 08h06

Papa Francisco em setembro deste ano
Papa Francisco em setembro deste ano - Getty Images

O Vaticano divulgou no último domingo, 10, uma mensagem do papa sobre a busca pela paz. Ao longo do texto lido pelo arcebispo de Assis-Nocera, monsenhor Domenico Sorrentino, o líder religioso considerou "escandaloso" que países ao redor do mundo gastem "enormes somas de dinheiro" com armas enquanto proferem discursos de paz nas cúpulas internacionais.

Jorge Bergogliolamentou na declaração que "infelizmente, ainda hoje, depois de duas guerras mundiais cruéis e de tantas guerras regionais que destruíram povos e países", haja Estados que "ainda gastam enormes somas de dinheiro em armamento". A mensagem foi divulgada em razão da 60ª Marcha pela Paz, que ocorre entre as cidades de Assis e Perugia.

Conforme informou o UOL, o pontífice declarou que os países proclamam a paz ignorando milhões de pessoas "que não têm o necessário para viver ou que se arrastam numa existência indigna para o homem". "É escandaloso", disse ele. 

Francisco considerou, ainda, que "no fato de hoje haver uma ampla partilha em torno do valor do cuidar, referindo-se aos outros e ao meio ambiente, podemos reconhecer um sinal positivo dos tempos, que a crise pandêmica ajudou a evidenciar".

"Com o gesto simples e essencial do seu caminhar, vocês afirmam que a cultura do cuidado é um caminho. Aliás, é o principal caminho que leva à paz", acrescentou o líder da Igreja.

No fim, o religioso enfatizou que "o cuidado é o contrário da indiferença, do descarte, de violar a dignidade do próximo, isto é, dessa 'anticultura' baseada na violência e na guerra".