Notícias » Religião

Papa nomeia seis mulheres para Conselho Econômico do Vaticano

Esse foi o maior número de mulheres já escolhidas, de uma vez, para ocupar cargos importantes da Santa Sé

Isabela Barreiros Publicado em 06/08/2020, às 15h13

Papa Francisco em pronunciamento
Papa Francisco em pronunciamento - Getty Images

Papa Francisco já havia prometido combater a desigualdade de gênero dentro Vaticano. Nesta quinta-feira, 6, o Pontíficie nomeou seis mulheres para cargos no Conselho Econômico do Vaticano, responsável por fiscalizar os gastos da Santa Sé. Agora, elas são maioria dentro do órgão administrativo da cidade-Estado.

A designação progressista consta como o maior número de mulheres já nomeadas, de apenas uma vez, para cargos importantes dentro do Vaticano. O Conselho Econômico está definido, agora, por seis mulheres do total de 15 vagas. Antes disso, apenas homens ocuparam esses espaços.

Entre as nomeadas estão Leslie Jane Ferrar, britânica ex-tesoureira do príncipe Charles entre os anos de 2015 e 2017 e Ruth May Kelly, que, de 2004 a 2008, foi secretária de Estado para Educação e para os Transportes durante o governo do Partido Trabalhista na Grã-Bretanha.

Outros cargos ocupados por mulheres no Vaticano são de vice-diretora de imprensa, para as despesas da vice-ministra de Relações Internacionais, diretora de Museus do Vaticano e quatro delas foram nomeadas como conselheiras do Sínodo dos Bispos.