Notícias » Coronavírus

Para cientista, imunização a cada 6 meses não é ‘sustentável’

“Não podemos vacinar o planeta a cada 6 meses”, afirmou Andrew Pollard, um dos desenvolvedores da vacina AstraZeneca

Penélope Coelho Publicado em 05/01/2022, às 09h39

Andrew Pollard
Andrew Pollard - Getty Images

Na última terça-feira- 4, o jornal britânico The Telegraph publicou uma entrevista com Andrew Pollard. O homem é um dos responsáveis pela criação da vacina contra Covid-19 produzida pera Oxford/AstraZeneca.

Na conversa, o cientista afirmou que acredita que “não seja sustentável” a realização de vacinação a cada seis meses, em meio à pandemia do novo coronavírus.

“Não podemos vacinar o planeta a cada seis meses”, afirmou Pollard.

De acordo com informações publicadas pela CNN, o especialista que também comanda o Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização do Reino Unido, afirmou que é necessário dar prioridade aos “vulneráveis”.

Andrew pontou ainda que é preciso mais estudos para entender “se quando e com que frequência aqueles que são vulneráveis ​​precisarão de doses adicionais”.

Na entrevista, o cientista ainda se mostrou reticente a respeito de uma quarta dose de reforço da vacina contra a Covid-19, para ele, ainda é necessário dados que comprovem a necessidade.

Sabe-se que em Israel, a quarta dose do imunizante para profissionais da saúde e pessoas com mais de 60 anos já é uma realidade.