Notícias » Elon Musk

Para Elon Musk, quem trabalhar e economizar pode pagar 100 mil dólares para ir até Marte

O homem mais rico do mundo diz que as pessoas podem trabalhar para pagar a viagem

Redação Publicado em 26/04/2022, às 16h17

Montagem de Elon Musk e Marte, o planeta vermelho
Montagem de Elon Musk e Marte, o planeta vermelho - Getty Images e Pixabay

Na última semana, Elon Musk, o homem mais rico do mundo e agora dono do Twitter, compartilhou sua visão sobre a possibilidade de pessoas viajarem até Marte.

Para Musk, 'qualquer um' pode trabalhar e economizar para assim desembolsar US$ 100 mil (aproximadamente R$ 466 mil) numa passagem com destino ao planeta vermelho.

A declaração do bilionário sul-africano se dá diante do fato da SpaceX, companhia liderada por Musk, planejar a construção de uma cidade autossustentável em Marte no futuro. Para se ter ideia, o projeto visa a mudança de um milhão de pessoas.

Além disso, o atual dono do Twitter também declarou em 2021 que a companhia espacial também pretende levar foguetes em Marte antes do ano 2030.

'Trabalhar e economizar'

Assim, o bilionário diz que qualquer pessoa pode trabalhar e economizar para garantir a passagem. 

"Se a mudança para Marte custa, para fins de argumentação, US$ 100 mil, então acho que qualquer pessoa pode trabalhar e economizar e, eventualmente, ter US$ 100 mil para poder ir a Marte, se quiser. Queremos disponibilizar [as viagens] para quem quiser ir", afirmou Elon Musk à Chris Anderson, atual chefe de conferências do TED, em conversa publicada em 18 de abril. 

Musk também aproveitou para falar sobre a possibilidade de financiamentos no que se referem as viagens espaciais, como patrício do governo ou até mesmo empréstimos.