Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Lula

Para Lula, vitória no 1º turno é fundamental para evitar golpe de Bolsonaro

Visão teria sido exposta em almoço com aliados na última quarta-feira, 13, aponta a Folha

Redação Publicado em 14/07/2022, às 11h56

O ex-presidente Lula - Getty Images
O ex-presidente Lula - Getty Images

Na última quarta-feira, 13, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva almoçou com parlamentares aliados e com Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. No encontro, o petista declarou que sua vitória no primeiro turno é essencial para que as ameaças de ruptura democrática do presidente Jair Bolsonaro não prosperem. 

Para que isso seja possível, porém, Lula afirmou buscar aliança formal com grande parte da chamada terceira via, o que inclui Gilberto Kassab e o PSD; Simone Tebet e o MDB; e Luciano Bivar e a União Brasil. 

Além do almoço, o petista também participou de outros encontros entre terça e quarta-feira, sendo que sua avaliação só foi feita após a reunião em questão, que contou com nomes como os senadores Humberto Costa e Randolfe Rodrigues, além do líder do PT na Câmara, o deputado federal Reginaldo Lopes

Conforme repercutido pela Folha, que conversou com três participantes do encontro, todos eles afirmaram que Lula garantiu que terá o apoio do MDB. O petista também estaria mantendo contato com Bivar que, segundo ele, “odeia” o presidente Bolsonaro.

As pesquisas

Segundo a mais recente pesquisa divulgada pelo Datafolha, realizada entre 22 e 23 de junho, o candidato petista possui 53% dos votos válidos, o que garantiria sua eleição no primeiro turno — para isso, Lula precisaria ter 50% dos votos válidos mais um. Ainda de acordo com o levantamento, Tebet teve 1% das intenções de voto e Bivar não pontuou.