Notícias » Família Real Britânica

Para manter dignidade da rainha, testamento do príncipe Philip permanecerá em sigilo por 90 anos

O marido de Elizabeth II faleceu em abril, aos 99 anos de idade

Penélope Coelho Publicado em 17/09/2021, às 07h22

Rainha Elizabeth II e príncipe Philip, em 2011
Rainha Elizabeth II e príncipe Philip, em 2011 - Getty Images

Na última quinta-feira, 16, a Suprema Corte do Reino Unido decidiu que o testamento do príncipe Philippermanecerá em segredo por 90 anos. As informações são da BBC.

Segundo informado pelo juiz responsável, Andrew McFarlane, a decisão tem como objetivo proteger a dignidade da viúva de Philip, a rainha Elizabeth II, de 95 anos.

"É necessário aumentar a proteção conferida aos aspectos verdadeiramente privados da vida desse grupo limitado de indivíduos, a fim de manter a dignidade da Soberana e dos membros próximos de sua família.", afirmou McFarlane.

De acordo com a reportagem, na Inglaterra os testamentos geralmente são documentos públicos, entretanto, a prática de manter em sigilo relatórios que envolvem membros da realeza já é antiga.

O duque de Edimburgo faleceu em 9 de abril deste ano, aos 99 anos de idade. Philip e Elizabeth II se casaram em 1947 e ficaram juntos durante 74 anos.


Sobre Philip

Nascido em 10 de junho de 1921, o PríncipePhilip da Grécia e da Dinamarca, teve uma infância errante e conturbada, na juventude, ele descobriu sua vocação quando entrou para a Marinha britânica.

O homem se casou com a então princesa Elizabeth em 1947, na ocasião, continuou seu trabalho como militar, mas, renunciou ao cargo após a esposa assumir o trono britânico, em 1952. O relacionamento rendeu quatro filhos: Charles, Anne, Andrew e Edward. Philip tinha oito netos e iria completar 100 anos em junho.