Notícias » São Paulo

"Para todas, todos e todes": Museu da Língua Portuguesa é criticado na web por uso de linguagem neutra

Uma publicação compartilhada pelo museu no início do mês instigou a fúria nos internautas; entenda

Alana Sousa Publicado em 24/07/2021, às 10h00

Imagem meramente ilustrativa do Museu da Língua Portuguesa
Imagem meramente ilustrativa do Museu da Língua Portuguesa - Daniel Guimarães/Governo de São Paulo via Agência Brasil

No último dia 12 de julho, o Museu da Língua Portuguesa fez uma publicação no Twitter que rendeu críticas assíduas. Se preparando para reabrir as portas, a instituição convidou os brasileiros a visitar o local utilizando a linguagem neutra.

“Nesta nova fase do MLP, a vírgula – uma pausa ligeira, respiro – representa o recomeço de um espaço aberto à reflexão, inclusão e um chamamento para todas, todos e todes os falantes, ou não, do nosso idioma: venham, voltamos!”, diz o post.

Muitos internautas se indignaram com a publicação e criticaram a escolha do museu. Entre comentários como “Que palhaçada” e “Ideologia acima do idioma”. Outros ainda acusaram a organização de “alterar a língua portuguesa”.

A linguagem neutra ainda é bastante controversa no país. Com apenas uma pequena parcela da população adotando os pronomes neutros — para quem não identifica com os gêneros masculino e feminino —, a grande parte da sociedade ainda resiste a adotar os termos.

Após seis anos fechado para o público, devido a um incêndio em 2015, a instalação irá abrir as portas em 31 de julho, no mesmo local que antes, na famosa Estação da Luz, em São Paulo.