Notícias » Mundo

Parente mais antigo dos seres humanos pode ter sido encontrado na Austrália

Com 555 milhões de anos, o ser é o primeiro a ter um organismo bilateral — característica presente nos seres humanos

Caio Tortamano Publicado em 24/03/2020, às 07h00

Ikaria wariootia pode ter sido o primeiro ancestral humano devido sua bilateralidade
Ikaria wariootia pode ter sido o primeiro ancestral humano devido sua bilateralidade - Sohail Wasif/UCR

Com metade do tamanho de um grão de arroz, Ikaria warioota é o nome de uma criatura que teve seu fóssil descoberto em uma pedra ao sul da Austrália, que existiram há 555 milhões de anos.

Pesquisadores do Museu Nacional de História Natural Smithsonian afirmam que este é o ser de organismo bilateral mais antigo já registrado. A bilateralidade confere a ele uma frente e uma traseira, definindo claramente lado esquerdo e direito em seu organismo, assim como humanos, porcos, aranhas e borboletas.

Isso torna o Ikaria o ancestral mais antigo na cadeia evolutiva dos humanos, um ancestral muito distante. Não somente um fóssil foi encontrado, bem como mais de 100 fósseis da espécie, que estavam em tocas.

Organismos bilaterais teriam evoluído durante o período ediacarano (571 a 539 milhões de anos atrás). Ikaria tem uma extremidade larga e outra pequena, o que quer dizer que tinha em seu corpo uma parte da frente e uma traseira, uma forma mais simplista de todos os animais com cabeça e caudas que vemos hoje em dia.