Notícias » Ucrânia

Parlamentar ucraniana posta foto com fuzil: 'Parece surreal'

Kira Rudik chamou atenção de internautas ao afirmar que vai proteger a Ucrânia após a invasão da Rússia

Redação Publicado em 26/02/2022, às 12h09 - Atualizado às 12h18

Fotos publicada por Kira Rudik
Fotos publicada por Kira Rudik - Divulgação/Twitter/Arquivo pessoal

Membro do parlamento da Ucrânia e líder do partido Voz, da Ucrânia, Kira Rudik chamou atenção de internautas ao revelar que vai proteger a Ucrânia, após a invasão da Rússia,iniciada na última quinta-feira, 24. 

Na últimas horas, através de sua conta no Twitter, Kira publicou imagens que a mostram segurando um fuzil AK-47.

"Aprendendo a usar #Kalashnikov (AK-47) e me preparo para portar armas. Parece surreal, pois há apenas alguns dias isso nunca viria à minha mente. Nossas mulheres protegerão nosso solo da mesma maneira que os homens. #Ucrânia!", escreveu Kira.

'Aprendo a atirar'

Já em outra publicação, Kira reflete sobre o quanto a vida mudou em tão pouco tempo. 

"Eu planejei plantar tulipas e narcisos no meu quintal hoje. Em vez disso, aprendo a atirar e me preparar para a próxima noite de ataques em #Kyiv. Não vamos a lugar nenhum. Esta é a nossa #cidade, nossa #terra, nosso solo. Nós vamos lutar por isso. Então semana que vem eu posso plantar minhas flores. Aqui", publicou ela. 

Já no último Tweet, Rudik publica mais uma foto segurando o fuzil ao lado de um amigo. 

"As tropas da resistência estão se reunindo. Junto com meu amigo @GoncharenkoUa se preparando para uma noite difícil esta noite. #UkraineWillResist", postou ela. 

'Muito zangada'

Ao India Today, ela explicou que seu companheiro e a maioria dos amigos também decidiram pegar armas. 

"Fiquei muito zangada quando a guerra começou. Ainda estou muito zangada. Ainda não entendo como o país vizinho [Rússia] e Putin podem negar à Ucrânia o direito de existir e estou muito zangado por estar sendo obrigado a deixar minha cidade e minha família está ameaçada e todos nós somos ameaçados só porque o ditador maluco está nos dizendo isso", desabafou Kira Rudik ao veículo.

Divulgação/Twitter/Arquivo pessoal

Ainda na mesma entrevista, Rudik revelou que está organizando um grupo de resistência contra as tropas de Putin. 

"Estou protegendo minha família e estou organizando o grupo de resistência que está lutando contra os russos em nossas ruas porque eles precisam voltar para onde vieram de nosso solo porque somos um país independente e protegeremos nossa soberania não importa o que aconteça, porque eu quero que meus filhos vivam na Ucrânia que estou construindo para eles, não um Vladimir Putin", afirmou Rudik.