Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Iraque

Parlamento do Iraque é invadido por manifestantes

Os manifestantes não aceitam a indicação de um político ligado ao Irã à presidência do Iraque

Isabelly de Lima, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 27/07/2022, às 18h08

Manifestantes iraquianos durante invasão ao Parlamento - Divulgação / vídeo / EuroNews
Manifestantes iraquianos durante invasão ao Parlamento - Divulgação / vídeo / EuroNews

Nesta quarta-feira, 27, o parlamento de Bagdá foi invadido por manifestantes para protestar contra a escolha de um candidato a primeiro-ministro por partidos apoiados pelo Irã. Não se sabe a quantidade exata de manifestantes, mas o número não foi baixo.

Muitos dos manifestantes eram seguidores de Muqtada al-Sadr, um líder religioso importante do país. A nomeação de Nouri al-Maliki, que já foi líder do país não foi aceita por eles. Os manifestantes começaram com o protesto em uma praça, e só depois partiram para a Zona Verde de Bagdá, uma área mais protegida da cidade.

O Parlamento foi o último lugar em que entraram. A bagunça feita lá foi grande, os manifestantes subiram nas mesas, outros gritavam e muitos estavam com bandeiras iraquianas. Durante a invasão, nenhum parlamentar estava presente.

Disputas políticas

Ainda nesta quarta-feira, 27, um pouco mais cedo, os parlamentares fracassaram em uma tentativa de fechar um acordo para a formação de um governo. Por conta disso, o país vive sem um chefe de Estado e um gabinete de ministros há nove meses, de acordo com informações do G1.

As disputas entre os grupos curdos e xiitas são fatores que impedem a formação de um governo. O impasse político mais longo no Iraque foi em 2010, em que passaram 289 dias até que um líder fosse escolhido, na época, Nouri al-Maliki foi o escolhido – o mesmo que hoje os manifestantes repudiam.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.