Notícias » China

Parte da Muralha da China é danificada após terremoto

Um tremor de magnitude 6,9 atingiu o Noroeste chinês e causou estragos

Penélope Coelho Publicado em 11/01/2022, às 07h33 - Atualizado às 09h08

Grande Muralha da China vista de cima
Grande Muralha da China vista de cima - Divulgação/Wikimedia Commons/Severin.stalder

No último sábado, 8, um terremoto de magnitude 6,9 atingiu a província chinesa de Qinghai e deixou rastros de destruição. Em decorrência do tremor, uma parte da Grande Muralha da China desabou.

A seção destruída do famoso monumento estava localizada a 114 quilômetros do epicentro. A área em questão tinha dois metros e remontava ao período da dinastia Ming (1368-1644).

De acordo com informações publicadas na última segunda-feira, 10, pelo jornal O Globo, autoridades da China já iniciaram um processo para proteger o local atingido, além de começarem os trabalhos de reparo e restauração.

Segundo revelado na publicação, várias cidades chinesas sentiram o tremor. Mas, a maioria das casas não foi danificada, já que foram construídas para resistirem tal situação.

O governo informou que não houve registro de mortes causadas pelo terremoto. Contudo, nove pessoas ficaram feridas no país, oito delas já receberam alta hospitalar.